COLUNAS



ONLINE COM JESUS

com


Pr. Eremilton da Silva


Avatar Pr. Eremilton da Silva
A BELEZA OCULTA
“Quanto mais as pessoas conhecem os defeitos da nossa personalidade e as características mais reprováveis do nosso eu, menos somos amados”


 
Filipenses 2:5
Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,


Na concepção da maioria das pessoas o forte é aquele que bate, que humilha, subjuga o seu rival com os seus músculos bem definidos; que nunca sai derrotado, pois são seres sempre valentes e enérgicos, dotados de uma suprema força moral; ele é sempre melhor em tudo e está sempre no topo sendo visto por todos frequentemente, também pelo fato de pertencerem à uma alta classe...

Por outro lado, para muitos, o fraco não tem nenhum vigor por ser muito débil, também pouca inteligência, é aquele sujeito que deixa a desejar; pouco intenso, além de ser muito incompetente; ainda pode ser considerado covarde até porque recua diante do risco, perigo.

Francamente , Jesus o Deus transcendente, que supera todas as barreiras e limites com o seu poder, nos demonstrou como tirar forças da fraqueza sem perder o mérito devido.

Sendo Ele o próprio autor da vida, nunca ultrapassou os limites da sua humanidade. Não quis ser Deus.

A palavra (termo grego - huparcho) diz que aquela característica divina, de ser líder, chefe, e o principal, sempre esteve por debaixo daquela roupagem de criatura com cara de gente como nós, só que de forma oculta.
Deus foi visto por todos com essa mesma forma vil e desprezível que todos tem, HUMANA.

Filipe, um dos discípulos indagou a Jesus para que Deus fosse revelado à eles. Jesus ministrou uma palavra poderosa na sua vida dizendo que Deus estava com Eles há muito tempo, mas eles ainda não estavam conhecendo-O (Jo. 14:8-9).

O profeta Isaías (Is. 53: 3-4) já havia anunciado há 700 anos (a. C) que nEle não havia nada de atraente, nada que nos levasse a olhá-lo com atenção. 
Quanto mais Deus se apresentava como homem, mais as pessoas o desprezavam e se afastavam Dele.

Essa é a triste realidade, quanto mais as pessoas conhecem os defeitos da nossa personalidade e as características mais reprováveis do nosso eu, menos somos amados e aceitos. Por outro lado, Deus demonstra um amor ainda maior, mesmo estando diante dos nossos erros. 

Paulo escreveu aos Colossenses:

Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós; acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição (Colossenses 3:13-14).

O Deus todo poderoso demonstrou as suas fragilidades de modo significativo. Por esse motivo Ele é capaz de compadecer-se das nossas fraquezas. Ele conhece os nossos defeitos e nos aceita assim como somos. Porém a Bíblia diz que Ele foi o único que foi tentado de diversas maneiras, à nossa semelhança, mas nunca pecou (Hb. 4:15).

Em todo tempo esse Jesus refreava os seus instintos, desejos, pensamentos, palavras, ações, etc. Como todo ser humano, foi sujeito ao pecado, às feridas, tristezas, ilusões, dissabores, etc...
Mesmo assim não se entregou aos domínios carnais. Nunca deu ouvidos à si mesmo ou aos seus opositores, preferiu em todo tempo responsabilizar-se com o seu duro trabalho, sem gritar, nunca levantando a voz para águem, sem esmagar a cana que já estava quebrada, nem apagando o pavio que já estava fumegando.

Pedro tentou defendê-lo dos guardas que foram prendê-lo depois da traição de Judas, no entanto Jesus disse que poderia pedir ao Pai uma legião para socorrê-lo, mas preferiu se entregar por livre e espontânea vontade. Declarando assim, sua total submissão à vontade do seu Senhor.

Como um bom empregado, nunca buscou apenas os seus próprios interesses.
A única vantagem e lucro que obteve ficou para a seara do seu patrão.
Tudo o que fez foi para a glória de Deus e para o seu louvor.
Como João Batista, diminuiu para que o OUTRO se tornasse grande!

De forma que devido tanta sujeição e humilhações de todos os lados, tal subordinação levou à cabo a sua própria vida.

Mas o homem Jesus, aparentemente esquecido pelo seu Patrão, foi recompensado de uma forma tão magnífica e esplêndida que Ele recebeu o direito de se assentar juntamente com o seu Senhor para juntos poderem subjugar todos os reinos da terra.

Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.
(Filipenses 2:9-11)

Somente a partir desta outra etapa da sua vida, a sua exaltação, é que aquelas pessoas que o rejeitaram,abandonaram, transpassaram, ou crucificaram, passaram a notá-lo em sua integridade, quanto à sua forma e BELEZA OCULTA.

O seu nome e a sua história agora alcançaram os céus.

Por isso digo a você: a tua hora e o teu momento vai chegar!
Não importa quantas pessoa te rejeitaram ou humilharam no caminho, por aquilo que você fez ou ainda é.
A tua história não chegou ao fim...
Tire forças da fraqueza e vença a sua guerra!

Sobre Pr. Eremilton da Silva

Teólogo e Empresário


Sobre a Coluna

Online com Jesus

Iremos trazer conteúdos sobre Vida Cristã, Aspectos Religiosos, Psicologia, Teologia, Moral, Devocional, Espiritualidade, dentre outros temas. Interaja conosco, compartilhe!


COMENTÁRIOS