26/09/2019 às 19h10min - Atualizada em 26/09/2019 às 19h10min

Professora de Bom Jesus encontra no aconchego das bonecas a terapia necessária para vencer a depressão.

Márcia já perdeu as contas de quantas bonecas customizou e ou restaurou em 08 anos de atividade.

Elizabeth Zanon
Marcia Zwirtes nascida no Rio Grande do Sul e morando  a 14 anos no Piauí, concilia sala de aula com restaurações de bonecas a quase 09 anos.

Esse dom de “ dar cara nova” as bonecas surgiu quando encontrou no depósito de reciclagem de seu pai, um bebezão da estrela sem corpo; comprou tnt e arrumou o bonecão para sua fila brincar. A partir daí percebeu que concertar bonecas era a terapia que precisava para ajuda-la a combater a depressão,  a ansiedade e o estresse do dia a dia.
“Quando criança  minha mãe me  dava tecidos velhos p fazer boneca de pano; ela fazia isso quando percebi que eu estava muito inquieta e agitada e isso me acalmava”, destacou Zwirtes.
 
Atualmente, aos 38 anos de idade, Márcia compartilha informações com colecionadores de bonecas e através das redes sociais, e realiza as restaurações principalmente a noite. Não trabalha com restauração de mecanismos (parte eletrônica), mas troca  olhos, cabelos e  corpos ( muitas vezes feitos de fibra de vidro e massa plástica). O figurino é outra parte que gosta de modificar, criando modelitos que combinam desde o laço do cabelo até o sapatinho.
O material utilizado ela encontra no Brasil e também importa da China.

 Apegada as “suas meninas”, ela as chama  pelo nome que vem nas embalagens originais. A boneca que mais gosta é a Rita (da estrela).
“Com cerca de 200 bonecas para arrumar, e com partes de bonecas espalhadas pela casa acaba gerando incômodo para as pessoas; tenho uma amiga que disse não andar em minha casa por que tem medo de minhas bonecas. Por falta de espaço, acabo colocando ela (as bonecas) em vários cômodos de casa. Pretendo construir um quarto só para elas, assim facilitará meu trabalho e ainda poderei passar para minha filha os conhecimentos que adquiri mexendo a quase 10 anos com bonecas, que para muito é lixo, para mim é terapia e o resultado final impressionante. Pego bonecas pra restaurar por encomendas também”, pontuou Márcia Zwirtes.
 
Se você gostou da história e quer conhecer melhor o trabalho da Márcia ou tem bonecas para serem restauradas,  siga-a nas redes sociais, ou entre em contato pelo fone: 89 98123 3539

https://www.facebook.com/marcia.zwirtes.9?epa=SEARCH_BOX
 Veja galeria de fotos.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar
(caracteres restantes: 500)
Envie a sua sugestão de pauta ou matéria
Fale conosco
Fale conosco, envie a sua sugestão de pauta ou matéria: