A META É REALIZAR PELO MENOS DEZ TRANSPLANTES AGOR

HGV retoma transplantes renais de doadores falecidos
Piauí26/11/2019 18h29 Por: Flávio Fonseca






A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) retomou a realização de transplantes renais no Hospital Getúlio Vargas no último dia 7 de novembro. Inicialmente, os procedimentos serão realizados com doadores vivos, e está em fase de implementação dos transplantes com doadores falecidos. A meta é realizar até dez cirurgias em dezembro.

A diretora técnica da Fepiserh, Fátima Garcez, explica que, para realização dos transplantes de falecidos, são necessários alguns insumos, como as bolsas e líquido de conservação para o transporte do órgão doado, medicamentos para o paciente receptor, além dos médicos responsáveis pela biópsia e atestado de morte cerebral do doador. “Todos esses insumos já foram adquiridos através de processos licitatórios e já estamos na fase de recebimento. Aguardando apenas as empresas entregarem, para começarmos os procedimentos”, conta Garcez.

Fátima esclarece que, após o recebimentos dos insumos, as cirurgias começam a ser realizadas imediatamente. “Já estamos com toda estrutura e pessoal preparados. Nossa meta é realizar até dez transplantes ainda em dezembro”, conta.

Segundo o presidente da Fundação, Welton Bandeira, a retomada dos transplantes no HGV é uma necessidade da rede estadual e se tornou prioridade para o Governo do Estado. “Estamos implementando todas as cirurgias que o HGV possa realizar como hospital de alta complexidade. Foi uma solicitação do governador Wellington Dias e da Secretaria de Estado da Saúde que agilizássemos essa agenda e já organizamos e planejamos os pagamentos de todos os fornecedores que atendem essas cirurgias. Em breve, também estaremos com as cirurgias cardíacas infantis e de catarata ocorrendo no hospital”, antecipa o gestor.





COMENTÁRIOS




VEJA TAMBÉM