REPORTAGEM

Juiz Heliomar Rios reage e diz que medida quer extinguir Vara Agrária





O juiz Heliomar Rios Ferreira, titular da Vara Agrária em Bom Jesus, reagiu com indignação à notícia de que a unidade judiciária não será mais transferida para Teresina. 



Segundo Heliomar Rios – que foi o primeiro juiz da Vara Agrária do Estado – a medida faz parte de uma ação para extinguir o setor e fez desabafo: “É desestimulante saber dessa notícia. É triste”, disse o magistrado que faz história na unidade criada em 2012. 



“Do jeito que estar, a vara vai se acabar por si só e os processos retornam para a cidade de origem. Talvez seja isso que vai acontecer. É desestimulante saber dessa notícia (não haverá mais transferência). É triste. Mas, vou cumprir meu papel até o fim”, desabafou o juiz que falou com o Cidadeverde.com por telefone.



Ontem, a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa fez discussão sobre a transferência da Vara Agrária para Teresina. O Cidadeverde.com teve informações de que o Tribunal de Justiça recuou na medida e pediu o arquivamento do processo.



No combate a grilagem de terras, Heliomar Rios, já recebeu várias ameaças de morte. Ele chegou a andar 24horas escoltado e com carro blindado.



O magistrado defende que a vara seja transferida para Teresina. A sua defesa é que a unidade na capital terá mais estrutura, agilidade nos processos e fica mais próximo das instituições. As principais lideranças no Sul do Estado são contra a proposta de mudança da vara.



Heliomar Rios informou ainda que a vara atua com três pessoas – um servidor efetivo, um assessor e um oficial de gabinete. Segundo ele, para o funcionamento eficiente da vara precisaria no mínimo de sete servidores. 



“Pelo jeito vai ficar do mesmo jeito, sem estrutura, sem nada”. 




Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



REPORTAGEM  |   25/10/2019 09h47





REPORTAGEM  |   20/10/2019 16h03


REPORTAGEM  |   28/07/2019 18h35