GERAL

Piauí deve receber 44 mil doses da vacina de dose única da Janssen, afirma Sesapi
Segundo a Sesapi, o Ministério da Saúde não informou a data exata da entrega, apenas que aconteceria ainda nesta semana. A previsão é de que os imunizantes cheguem nesta quarta-feira (16) em São Paulo.

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi) informou que o Piauí vai receber 44 mil doses vacinas da Janssen, parte de um lote com 3 milhões de doses que deve chegar ao Brasil nesta quarta-feira (16). Segundo a Sesapi, o Ministério da Saúde não informou em que data as vacinas chegam ao estado, apenas que aconteceria ainda nesta semana. A vacina não será destinada a nenhum grupo específico.

Segundo o Ministério da Saúde, o prazo de validade deste lote de vacinas da janssen expira no dia 27 de junho. Entretanto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a extensão do prazo de validade da vacina Janssen contra a Covid-19 de três para quatro meses e meio, sob condições de armazenamento de 2° a 8°C.

Após a notícia da aprovação da Anvisa, a Sesapi aguarda as definições do Ministério da Saúde para decidir onde a vacina será distribuída. Anteriormente, por conta do curto prazo de validade, o plano era utilizar todas as doses apenas em Teresina.

Segundo a Sesapi, a vacina da Janssen não será destinada a um público específico. As doses serão utilizadas para dar continuidade à vacinação nos grupos que estarão sendo imunizados quando o lote chegar ao estado.

50% das doses serão destinadas à população geral 18 a 59 anos decrescente, 20% a critério dos conselhos municipais de saúde e 30% para pessoas com comorbidades e com deficiência permanente. Ainda segundo a Sesapi, todas as doses de vacina contra Covid-19 que chegarem ao estado devem respeitar essas definições.

A agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos, FDA, aprovou neste sábado (12) o envio das 3 milhões de doses ao Brasil. Anteriormente, o Ministério da Saúde havia anunciado que as 3 milhões de doses chegariam ao Brasil nesta terça-feira (15). Entretanto, essa previsão foi alterada para quarta-feira (16).

O imunizante da Janssen tem eficácia de 66% contra casos moderados e graves e de 85% contra casos graves da Covid-19. Ele foi testado no Brasil durante a fase de estudos clínicos e recebeu a autorização de uso emergencial da Anvisa em 31 de março.

O Brasil firmou acordo com a Janssen de receber um total de 38 milhões de doses com entregas no 3º e no 4º trimestre de 2021. Ele foi assinado pelo Ministério da Saúde e pela empresa em 18 de março. A vacina requer a aplicação só de uma dose, ao contrário da maioria das vacinas aplicadas atualmente contra a Covid, que exigem duas doses.

A temperatura de armazenamento e transporte da vacina não oferece desafios à logística, uma vez que pode ser mantida entre 2ºC e 8ºC em por até três meses.

Diferente das vacinas CoronaVac e AstraZeneca/Oxford, o imunizante da Janssen não tem previsão de parceria para ser produzido no Brasil.



Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






GERAL  |   25/07/2021 20h36